Entre em contato conosco

EXTENSÃO EM

Reabilitação de Manifestações Patológicas em Pavimentos Asfálticos

FAÇA A SUA INSCRIÇÃO E GARANTA A SUA VAGA.

INFORMAÇÕES SOBRE A PRÓXIMA TURMA?

REABILITAÇÃO DE MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS EM PAVIMENTOS ASFÁLTICOS

OBJETIVO DO CURSO

Apresentar e aprofundar conhecimentos aos participantes sobre o processo de aplicação de técnicas referente à reabilitação das manifestações patológicas ocorrentes nos pavimentos asfálticos com ênfase aos aspectos das metodologias analíticas das deteriorações que ocorrem nos mesmos, avaliá-las e utilizar os procedimentos tradicionais de dimensionamentos como soluções de reforços estruturais.

O curso visa fornecer conhecimentos e ferramentas aos alunos e profissionais para que possam:

1. Proceder a processos de reabilitação com desenvolvimento de soluções da deterioração dos pavimentos com desempenho estrutural e funcional, dos mecanismos de trincamentos, das deformações e das desagregações, dos gatilhos para reabilitação e da interação entre os defeitos e evolução da deterioração.

2. Ter noções dos defeitos de superfície: tipos e classes de trincas,  afundamentos, ondulação/corrugação, escorregamento, exsudação, desgaste, panelas, deterioração de remendos, estrias longitudinais, bombeamentos e segregação.

3. Avaliar estruturalmente o pavimento: noções de deformabilidade dos pavimentos, deformadas e parâmetros características, medições e aplicações das deflexões recuperáveis, raios de curvatura, definições de segmentos homogêneos, métodos de inventários, avaliação das condições de superfície (DNIT 005/2003 TER, DNIT 006/2003 PRO, DNIT 007/2003 PRO, DNIT 008/2003 PRO e DNIT 009/2003 PRO) e sondagens.

4. Avaliar funcionalmente o pavimento: avaliação subjetiva e objetiva da serventia funcional, irregularidade longitudinal e exemplo de calibração de sistema de medição de irregularidade do tipo-resposta.

5. Avaliar as condições de segurança: aderência pneu/pavimento, coeficientes de atrito, espessura da lâmina d’água, pneumáticos, deslizamento da roda, macrotextura e microtextura e utilização de dados de aderência.

6. Avaliar o tráfego solicitante: contagens manuais, automáticas e por filmagens, carregamento e classificação da frota (portaria 63/2009 do DENATRAN), volume diário médio, correções sazonais, tráfego médio diário mensal, fatores de equivalência de cargas da AASHTO e USACE, fator de veículos e cálculos do número N.

7. Proceder  abordagem de projeto: classificação dos métodos de dimensionamento de reforços estruturais com procedimentos totalmente empíricos (DNER 10/79 PRO e DNER 11/79 PRO),   procedimento empírico-mecanístico (DNER 269/94 PRO) e por desempenho (DNER PRO 159/85).

PÚBLICO-ALVO

No Curso de Extensão da Faculdade IDD em Reabilitação de Manifestações Patológicas em Pavimentos Asfálticos, podem participar técnicos, inspetores e engenheiros projetistas, construtores, fiscais e peritos que atuam e desejam atuar nessa relevante área da engenharia civil.

 

FAÇA A SUA INSCRIÇÃO E GARANTA A SUA VAGA.

INFORMAÇÕES SOBRE A PRÓXIMA TURMA?

*Professores Convidados.

**O Instituto IDD se reserva ao direito de alterar o corpo docente quando necessário.

***O corpo docente pode variar conforme a sede do curso.

Reabilitação de Manifestações Patológicas em Pavimentos Asfálticos 

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR:
IDD NEWS
  • 15 de outubro de 2018
    Engenharia Civil
    Por: Instituto IDD

    Uso dos gabiões na engenharia civil

    Usado pelos egípcios e chineses na antiguidade e aprimorado no século XIX, os gabiões são altamente utilizados na engenharia até os dias atuais. Normalmente esse mat(...)

  • 04 de outubro de 2018
    Engenharia Civil
    Por: Instituto IDD

    Conheça as vantagens da laje de isopor!

    Pensando em construir uma laje pré-fabricada? A laje de isopor pode ser uma ótima opção! Apesar de ser bastante vantajosa, as lajes de isopor não são muito co(...)

  • 01 de outubro de 2018
    Engenharia Civil
    Por: Instituto IDD

    Tipos de barragens mais usadas na engenharia

    A função da barragem vai muito além de reter e controlar água.  Construídas sobre rios, córregos ou canais, essa estrutura é usada em hidroel&eacu(...)

  • 25 de setembro de 2018
    Por: Instituto IDD

    A durabilidade das construções e as intempéries naturais | Parte 1

    A durabilidade das construções está relacionada a diversos fatores, entre eles estão qualidade e na execução do projeto, na falta de manutenções(...)

  • 20 de setembro de 2018
    Por: Instituto IDD

    3 tecnologias que facilitam a vida do engenheiro civil

    Cada vez mais a tecnologia vem transformado a maneira que vivemos, na construção civil isso não é diferente. A cada ano várias novidades são lançadas n(...)

  • 13 de setembro de 2018
    Por: Instituto IDD

    Tipos de argamassa e suas aplicabilidades

    Atualmente existem 3 tipos de argamassa disponíveis no mercado, elas são denominadas AC-I, AC-II e AC-III. Cada tipo de argamassa possui um emprego diferente e a escolha de qual usar inf(...)

  • 10 de setembro de 2018
    Engenharia Civil
    Por: Instituto IDD

    Os 3 tipos de tijolos mais usados no Brasil

    No Brasil existem uma variedade de tijolos no mercado. Com isso escolher o melhor tipo de tijolo usar se torna uma tarefa árdua. Eles não possuem apenas aparência diferente, mas ta(...)

  • 05 de setembro de 2018
    Engenharia Civil
    Por: Instituto IDD

    Recuperação de manifestações patológicas em pavimentos asfálticos

    Na última segunda, falamos um pouco sobre manifestações patológicas em pavimentos asfálticos, hoje apresentaremos formas de solucionar esses terríveis problem(...)

  • 03 de setembro de 2018
    Por: Instituto IDD

    7 tipos de manifestações patológicas em pavimentos asfálticos

    As manifestações patológicas em pavimentos asfálticos podem acontecer por diversos fatores, como a falta de manutenção, projeto deficiente ou construç&(...)

  • 28 de agosto de 2018
    Engenharia Civil
    Por: Instituto IDD

    Guia dos Tipos de Cimento - Parte 2

    Hoje continuaremos a detalhar os cincos tipos de cimentos existentes, fique ligado!TIPO DE CIMENTO PORTLAND DE ALTO FORNO CP III (COM ESCÓRIA NBR 5736)Nesse tipo de cimento existe uma incorpora(...)

***1